Chorar faz bem

Hoje este texto deste blog querido fez-me sentir humana. É muito bom que estas partilhas existam, que os sentimentos sejam descritos, sem pudores, sem medos e sem vergonhas. Entrámos num momento da sociedade em que muitos tabus foram quebrados (e ainda bem!). Tenho a sorte de ser mãe neste presente e poder também partilhar aqui os anseios, as dificuldades e as tristezas. Porque a vida não é feita só de sonhos mas também de realidades e de sentimentos (e hormonas). Tenho a certeza que quando a Carminho nascer me vou sentir profundamente feliz mas ao mesmo tempo perdida. Vou errar e vou chorar. E nessa altura vou lembrar-me de todas as partilhas como esta e vou sentir-me melhor, porque é mesmo assim, porque as lágrimas fazem parte do processo, porque no dia a seguir vou sorrir e vou sentir que tudo se equilibra e alinha.

Ás vezes tenho muito medo e muita vontade de chorar. É bom poder fazê-lo sem culpas e sem vergonhas, porque na realidade é normal e é assim que cresço enquanto mãe e mulher <3

Filipa_Andre_MAria_Rosarinho na quinta (pf)-22

 

A primeira de três sessões

Gravida Silvia 26W Darwin (pf)-8

A Silvia contactou-me porque, à espera de um menino, queria ficar com a recordação de toda a gravidez. Fizemos três sessões e mostro-vos agora a primeira. Foi lá ter a irmã que vive fora de Portugal por isso teve um sabor ainda mais especial. Adoro quando nestas sessões existe empatia, muito conversa, muitas gargalhadas e uma partilha de experiências que me enriquece sempre. Ás 26 semanas, a primeira de três sessões :)

Gravida Silvia 26W Darwin (pf)-16

Gravida Silvia 26W Darwin (pf)-15

Gravida Silvia 26W Darwin (pf)-13

Gravida Silvia 26W Darwin (pf)-11

Gravida Silvia 26W Darwin (pf)-9

Gravida Silvia 26W Darwin (pf)-5

Gravida Silvia 26W Darwin (pf)-2

Gravida Silvia 26W Darwin (pf)-1

Os olhos da mãe

Era uma vez uma menina muito bonita e muito tímida. Tinha olhos verdes iguais aos da mãe, lindos! Passeou no parque, num dia ameno de sol com os pais. A mãe tinha uma barriga grande onde estava quentinho o mano de quem ela falava com carinho. Brincámos juntas e guardámos estes momentos bonitos. Em breve vou conhecer o mano desta menina de olhos verdes. Vou voltar a passear e a rir muito com esta família  :)

 

Gravida Joana & Andre & Carmo (pf)-12

Gravida Joana & Andre & Carmo (pf)-11

Gravida Joana & Andre & Carmo (pf)-10

Gravida Joana & Andre & Carmo (pf)-9

Gravida Joana & Andre & Carmo (pf)-8

Gravida Joana & Andre & Carmo (pf)-7


Gravida Joana & Andre & Carmo (pf)-5

Gravida Joana & Andre & Carmo (pf)-4

Gravida Joana & Andre & Carmo (pf)-3

Gravida Joana & Andre & Carmo (pf)-2

Gravida Joana & Andre & Carmo (pf)-1

Já lá vão 4 anos…

Collagem pequena-1

Faz hoje 4 anos que nasceu o meu sonho, o projecto Teresa Noéme Fotografia. Transformei uma paixão de tempos livres num profissionalismo de segundo emprego. Ninguém acreditava muito, e sinceramente, eu própria tinha as minhas dúvidas de que poderia ser um sucesso. Valeu-me o empurrão de uma amiga que acreditou (mais até do que eu!), que me ajudou e me atirou ravina abaixo sem sabermos que 4 anos depois, este projecto seria o meu modo de vida. A essa amiga devo um agradecimento desmedido que acho que nunca vou conseguir pagar. Na avalanche da queda, conheci outras pessoas, outras profissionais da área que também foram fundamentais no meu crescimento. Uma em especial, amparou-me a queda, ajudou-me a sacudir o pó e a sobreviver neste meio de freelancer e relação de clientes. Ela deu-me muito, principalmente naquilo que mais precisava na altura: contactos, conhecimento e experiência! Se calhar de outra forma não teria chegado até aqui.

O primeiro verão foi extenuante. Entre o trabalho das 9 às 6, as noites de edição e os fins-de-semana de sessões sobrou-me muito pouco tempo para uma vida social “normal” e até para dormir. Acabou o verão e pude fazer um balanço: tinha dado certo. Todo o esforço e dedicação transformou-se em admiração e reconhecimento desse lado. Esse lado que é o motor deste projecto, que constantemente me desafia e me faz ser uma pessoa e profissional melhor. Esse lado sem o qual nada disto seria possível. A esse lado, e a cada um individualmente que me lê, admira, partilha, comenta e recomenda, um agradecimento profundo e sincero :)

No inverno o ritmo acalma e é hora de fazer balanços, congeminar ideias, parar para pensar, investir em conhecimento e material. E assim foi. Mas rapidamente chega novamente o verão, quente e mais uma vez com muito trabalho do bom! Fiquei novamente muito cansada e com pouco tempo para mim e para os amigos com o ritmo de dois empregos. Era muito importante ponderar as prioridades profissionais no inverno seguinte. Inverno esse em que a índia cresceu na minha barriga. Com um bebé nos braços, a pressa de decidir o meu futuro profissional foi urgente. Era impossível conciliar a vida familiar com dois empregos. Na minha cabeça a decisão foi muito fácil de tomar: trocar o certo pelo incerto, o salto alto pelos ténis, o horário fixo com a agenda gerida por mim, o patrão pela liberdade. Mas não foi fácil assumir esta decisão principalmente porque, apesar da incerteza de um novo rumo, havia a certeza de uma familia maior e da necessidade de alguma estabilidade, também financeira.  Arrisquei. Caminhei. Atirei-me mais uma vez, empurrada desta vez, pelo amor da minha vida que nunca me largou a mão. E este apoio, este ombro, este amor é o que me faz ser forte para aguentar os momentos mais complicados, mais incertos, mais duvidosos.

Esta vida de freelancer, sem patrões e sem certezas tem tanto de boa como de inconstante quer em sentimentos, quer em certezas. Na verdade é uma incerteza só, carregada de trabalho e dedicação, de motores que são vocês, de astros alinhados e de pessoas maravilhosas que me ensinam tanto com quem tive e tenho o privilégio de me cruzar.

Esta vida incerta é a certeza de que sou feliz e realizada. Aqui e agora. Depois não sei. Depois logo se vê. Depois reinventa-se o sonho, na certeza de que a vida é só uma e o importante é o aqui e agora. A maternidade ensinou-me que não há certeza que dure sempre e não há verdade que seja só e sempre verdadeira.

Obrigada ao motor deste projecto! Que por vossa causa venham muitos mais anos como estes quatro :)

Do lado dos clicks!

Estive do lado de lá da lente e já vos tinha mostrado o resultado dessa sessão, que a Rita me fez nesta tarde de passeio, lembram-se?

Agora, do lado de cá da lente, mostro-vos as fotos que tirei a esta baby apetitosa, doce, perfeitinha e à Rita, mãe, maravilhosa, linda e com uma aura feliz! Perdi-me em mil e um clicks a cada expressão desta doçura e a esta relação tão bonita. Posso estar aqui cheia de adjectivos, mas nada melhor que passar às imagens:) Derretam-se!

Baby Madalena (pf)-2

Baby Madalena (pf)-6

Baby Madalena (pf)-7

Baby Madalena (pf)-9

Baby Madalena (pf)-10

Baby Madalena (pf)-11          Baby Madalena (pf)-14

Baby Madalena (pf)-17

Baby Madalena (pf)-21

Baby Madalena (pf)-22

Baby Madalena (pf)-23

Baby Madalena (pf)-26

Baby Madalena (pf)-30

It´s a girl :)

Nesta sessão podem ter algumas ideias de acessórios giros que podem levar para as sessões de grávida :) Esta é também uma forma muito original e divertida de anunciarem o sexo do bebé! Aprendo muito e tiro muitas ideias para outras sessões com famílias que fotografo e esta sinergia é muito boa :)

Sessao Gravida Joana & Tiago (pf)-2

Sessao Gravida Joana & Tiago (pf)-11

Sessao Gravida Joana & Tiago (pf)-10 Sessao Gravida Joana & Tiago (pf)-7

Sessao Gravida Joana & Tiago (pf)-4

Sessao Gravida Joana & Tiago (pf)-3

Sessao Gravida Joana & Tiago (pf)-1

Sessao Gravida Joana & Tiago (pf)-16

Sessao Gravida Joana & Tiago (pf)-13

Sessao Gravida Joana & Tiago (pf)-12

Slow down…

Temos que acalmar o ritmo! Ás 28 semanas as contracções começaram e se não quero ficar o final da gravidez enfiada na cama tenho que abrandar agora. As sessões são fisicamente muito cansativas, com muitos agachamentos e o principal objectivo é conseguir fotografar até faltar 1 mês para conhecer a mini índia. Para isso não posso ter tantas sessões aos fins-de-semana. Consigo marcar algumas sessões durante a semana o que é muito bom quando as famílias também podem. É um exercício de ginástica a gestão desta minha agenda :)

A índia mais velha está cada vez mais exigente e já percebeu que alguma coisa vai mudar embora não perceba bem o quê. Está uma verdadeira lapa, só quer a mãe e quer muito colo! É uma mimada e eu aproveito todo este tempo que ainda lhe resta de filha única para a mimar ao máximo e para minimizar a culpa de ter que partilhar a atenção com a irmã muito em breve. Ela é tão pequenina e ainda precisa tanto de mim… Esta gestão emocional não é fácil! Por um lado estou ansiosa para saber como vai ser esta bebé que aí vem, por outro lado quero que fique tudo como está para viver esta família de três mais um tempinho! Palavra chave, aproveitar! Estes 20 meses da índia são espectaculares e o importante é absorver cada conquista dela, cada marco importante, cada palavra nova e cada gargalhada :) Já vos disse que sou uma sortuda?!

Clara no Guincho (pf)-3