Eu e o desporto no pós parto

Já tinha dito aqui que ía falar um pouco mais de mim neste blog. Digam lá, estou melhor ou não?! Aqui vai um tema giro!

A querida Rita apanhou-me outro dia antes de ir ao treino e fotografou-me (nem me deu hipóteses). Como eu adorei as fotos (óbvio) tive que arranjar tema, e não foi nada difícil: ginástica no pós parto, um tema muito badalado por aí.

Não se preocupem que não me vou armar em saber sobre o tema, nem vou partilhar os meus esquemas de treino que até funcionaram. Vou fazer muito melhor: falar-vos da minha experiência e deixar-vos contactos interessantes :)

Eu fiz desporto toda a vida (natação e depois ténis de competição) até que a minha vida como eu a conhecia acabou quando comecei a trabalhar. Sentada numa secretária o dia todo, sem grande tempo para desporto que larguei por completo nessa altura. Entretanto uns anos passaram e engravidei da índia. No pós parto sentia-me muito mal com o meu corpo e tive uma necessidade enorme de voltar a fazer deporto. Um mês e meio depois comecei a treinar com o André no Funcional Fitness no Lumiar. Ela tem um grupo de pós parto às 10.15 da manhã às segundas, quartas e sextas e podemos levar os bebés. Nunca cheguei a sair de lá e entretanto engravidei da mini índia. Treinei na gravidez e depois no pós parto novamente. Os treinos são muito bons, vi resultados e fiquei muito motivada. Recomendo vivamente para quem está no pós parto e sente a mesma necessidade que eu. Não são treinos leves, preparem-se!  Temos dores musculares das boas, saímos cansadas e com sensação de dever cumprido!

No próximo post falo-vos da minha diástase!

Fotos by Rita Ferro Alvim <3

Foto perfil e desporto (pf)-31

Foto perfil e desporto (pf)-6

 

Foto perfil e desporto (pf)-13 Foto perfil e desporto (pf)-11

 

 

Aloha!

O primeiro ano da mini índia merecia uma festa de verão a preceito. Decidi um tema com a ajuda da índia, claro, e pus mãos à obra! Arranjei uns mimos de decoração na docinho de açucar, fiz o bolo de chocolate que todos gostam, pus uma salada de frutas dentro de uma melancia, flores dentro de um ananás, comprei uns colares de flores no chinês, sumos naturais e cervejas fresquinhas e fizemos a festa com direito a mergulhos na piscina! Ora espreitem :)

Minho foto convite festa 1 ano-4

Festa 1 Ano Miminho (pf)-2 Festa 1 Ano Miminho (pf)-3 Festa 1 Ano Miminho (pf)-4 Festa 1 Ano Miminho (pf)-5

Festa 1 Ano Miminho (pf)-8 Festa 1 Ano Miminho (pf)-6 Festa 1 Ano Miminho (pf)-12

#LUCKYME

Ingrata

As minhas duas filhas desde sempre que são “só mãe”. A mãe é que faz TUDO: a mãe veste, a mãe dá a comida, a mãe dá colo, a mãe vai à casa de banho, a mãe dá banho etc, etc, etc… Isto é tão absorvente e asfixiante como prazeroso e gratificante. Esta coisa da maternidade (e das hormonas) consegue ser antagónica e muito pouco coerente. Mas também acho que é isso que lhe dá graça. Eu já sei que normalmente as meninas são dos papás. Mas cá em casa nunca foi assim (felizmente para o meu coração de mãe super galinha!). Não estou preparada para que isso mude, nem pensei muito no assunto, mas confesso que desde há dois dias para cá que estou com medo… Pois bem, tudo isto aconteceu quando o paizinho foi á escola tocar guitarra para os amigos. Tornou-se rei e senhor! E eu claro, destroçada e incrédula (até levei com um “não gosto de ti” no carro que me deixou de lágrima no olho).

Tanta ingratidão junta num ser tão pequenino?! Muda assim a agulha das preferências sem aviso prévio nem carta registada?! Não estou preparada. Primeiro pensamento: tenho que ir à escola fazer qualquer coisa! Segundo seguinte: ok, escusas de ser tão ridícula! Parece que a coisa apaziguou, vamos lá ver quais serão as cenas dos próximos episódios. Vale-me a mais nova que continua a não sair do meu colo para o de ninguém (nem para o do pai, muitas vezes), que chora sempre que saio de casa e que se desfaz-se em sorrisos e atira logo os braços mal me vê (apesar de ainda não dizer “mamã”).

 

Pascoa no Paul (pf)-9

Férias (ou não)

Estas foram as nossas primeiras verdadeiras férias com duas crianças. O ano passado, tinha a mini índia 1 mês e também fomos para porto côvo. Como ela tinha imensas cólicas (chorava o dia todo), a índia ía para a praia com o pai e chorava porque eu não ía, eu chorava porque as duas choravam (e as hormonas faziam o seu papel) e a casa onde ficámos não tinha as melhores condições (ufa), viemos embora ao segundo dia de umas férias de uma semana. Desde então, à parte de fins-de-semana aqui e ali, esta foi a primeira semana de férias “à séria” nesta família de quatro. Aliás, as férias foram ainda mais ricas porque ao todo éramos 3 famílias e 5 miúdas com mais uma a caminho (sim, por estes lados praticamente só há miúdas)!

O balanço foi muito positivo, mas há coisas que mudam, como conseguir ter tempo e disponibilidade para tirar fotografias! Passa um dia, depois outro e outro e quase que nem com o telemóvel conseguia tirar. Mas pronto, lá me esmerei a partir do terceiro dia, forrei-me de paciência e coragem (e pedi ao pai para fazer o mesmo) e clicks na praia e em casa! Aqui estão as nossas primeiras verdadeiras férias a quatro em imagens. Tenho a certeza que isto só pode ter tendência a melhorar e que para o ano consiga, quem sabe, fazer mais do que um post sobre as férias (figas!), ou então dormir um bocadinho na praia se não for pedir muito.

Bom, as férias em si para elas, são espectaculares: amigos, brincadeira, praia, pé descalço, jardim, gelados à noite, tudo a que têm direito para criarem memórias de infância felizes! Nós os adultos, temos uma perspectiva mais de missão relativamente às férias. Veste, despe, dá banhos, ralha, põe creme, separa brigas de amigas, faz almoço, faz jantar, tropeça em brinquedos, arruma brinquedos, máquinas de loiça, e é melhor parar por aqui, ufa! Uns dedos de conversa quando elas se deitam ou por milagre brincam sozinhas um bocado sem brigas (também acontece e cada vez mais felizmente!). A índia continua a não ser especial amiga do mar, ainda tem algum medo das ondas e só vai ao nosso colo. A mini índia uma aventureira destemida, adora a água, as ondas, tudo. Nós é que tínhamos que ter cuidado para não apanhar com ondas maiores à beira mar que era onde queria estar sempre!

Adorámos as férias, correram muito bem, a casa era brutal e… para o ano há mais :)

Ferias Porto Covo 2017 (pf)-35

Ferias Porto Covo 2017 (pf)-31 Ferias Porto Covo 2017 (pf)-27 Ferias Porto Covo 2017 (pf)-24

Ferias Porto Covo 2017 (pf)-20 Ferias Porto Covo 2017 (pf)-12 Ferias Porto Covo 2017 (pf)-11

Ferias Porto Covo 2017 (pf)-9 Ferias Porto Covo 2017 (pf)-5 Ferias Porto Covo 2017 (pf)-2 Ferias Porto Covo 2017 (pf)-1

Hoje estou em silêncio

Hoje estou sem voz, sem fala, sem palavras. Acabei de saber que uma das famílias vitimas na tragédia do incêndio de Pedrogão Grande era da escola da minha filha. Estamos todos em choque, em luto, em silêncio. Toda esta tragédia me deixou arrepiada, incomodada por dentro, com a alma aterrorizada. Agora que soube que tudo isto foi ainda mais próximo de nós, reavivou e multiplicou todos estes sentimentos. Podíamos ter sido nós. Já me caíram lágrimas e eu não consigo dizer mais nada, mas tinha que dizer alguma coisa. Dou graças pela nossa segurança. O nosso coração está com todas estas famílias e como diziam os meninos da escola, com as estrelinhas que foram morar para o céu.

Indias no quarto (pf)-1

 

Manas índias

A índia. Quase 10 meses. Em pé agarrada a tudo. Sempre a gargalhar. Cheia de um cabelo desvairado. Nariz arrebitado. O

olhos castanhos enormes arregalados. Morena. Feliz. Sempre feliz.

Clara a brincar em casa-2 Clara a brincar em casa-1

A mini índia Quase 11 meses. Em pé agarrada a tudo. Cabeça grande e sempre com nódoas negras na cara (falta-lhe a franja da irmã para esconder as mazelas). Careca. Branquinha. Olhos castanhos escuros grandes. Feliz. Sempre feliz.

Minho em casa (pf)-2

Minho em casa (pf)-9

São tão diferentes fisicamente. São tão diferentes de personalidade. Mas só querem a Mãe.

As duas só me querem a mim!

A minha lapinha

Tenho uma lapa agarrada às minhas pernas o tempo todo. Não me pode ver em pé que gatinha a uma velocidade estonteante e pendura-se nas minhas pernas. E depois como é espertalhona, faz este charme… Não te aguento míuda! E por favor,  cresce mais devagarinho sim?!

Minho em casa (pf)-5

Eu, na primeira pessoa

Foto perfil e desporto (pf)-53

Tenho uma dificuldade enorme em lidar com isto das redes sociais. Provavelmente até já perceberam… Aqui vai o meu manifesto sobre este tema!

A exposição pessoal e profissional, a gestão do uso do telemóvel, a inspiração para escrever no blog, as sessões, as edições e a vida familiar. Tudo isto ao mesmo tempo, deixa-me com um nó na cabeça. Sou fotógrafa mas há muito mais do que isso para poder exercer o meu trabalho e conseguir chegar às pessoas. Há toda uma partilha do meu trabalho mas também de mim, do que gosto, da verdade da minha vida. E isto para mim é extenuante. Sinto que preciso de estar agarrada ao telemóvel a pôr fotografias no instagram, a escrever no blog e a fazer stories em directo. Não tenho jeito, pronto, já disse! Eu tento, mas sou tímida, envergonhada e acho sempre que o que vou partilhar é só parvo, ridículo ou sem interesse e acabo por apagar. Eu sei que o que vocês querem é a verdade das pessoas que seguem. Já estamos todos fartos de mães perfeitas, com empregos maravilhosos, sempre incrivelmente maquilhadas em saltos altos, com filhos sem nódoas e casas de decorador! Já toda a gente sabe que isso não existe, e aquilo que se procura são inspirações em pessoas reais como todas nós. Também tenho pessoas que me inspiram, que gosto de seguir e algumas, com quem tenho a sorte de trabalhar. Cruzei-me com a Rita, já há uns tempos e agora temos um projecto juntas. Além das fotografias há sempre partilha, gargalhadas, confissões. Quando um dia,  desabafava sobre esta minha dificuldade em partilhar, ela disse-me uma coisa que, embora já soubesse, fez-me um click: “Só tens que ser verdadeira (e por consequência coerente) e há sempre pessoas que se vão identificar contigo. Nas tuas fraquezas, nas tuas conquistas e nas tuas qualidades.”

Pois é, uma das minhas grandes fraquezas e conseguir expôr precisamente essas fraquezas. E fica já aqui escrito (sem apagar). Sim sou tudo menos perfeita, às vezes grito com as minhas filhas, a minha casa está desarrumada, raramente me maquilho ou ando de saltos, e à noite estou cansada e só me apetece ficar em casa a ver séries e dormir (já lá vai o tempo em que tinha pedalada para jantares às 21h). Bom, também não é neste post que vou já falar de todas as minhas fraquezas, um passo de cada vez :)

Mas, para terminar, posso já falar de uma outra coisa que me incomoda e quem nem sempre sei gerir (e todas as dicas são super bem vindas): como fazer reportagem (digo fotos, videos e stories) de certos momentos e conseguir aproveitar esses momentos – principalmente com 2 filhas pequenas que nem sempre me deixam reportar o que quer que seja? Anyone?! Às vezes sinto que não consigo estar verdadeiramente nos momentos com a preocupação da partilha. Também vos acontece?

E com esta pergunta vos deixo, ansiosa pela partilha das vossas experiências, dificuldades e dicas.

Hoje ficaram a saber um pouco mais de mim. Quem sabe este é o mote para perder um pouco mais da minha timidez e conseguir fazer stories no carro inspirada na minha querida Rita! Ahaha.

Obrigada querida Rita por estas fotos lindas <3

Foto perfil e desporto (pf)-37

Primeiro dia de praia

O primeiro dia de praia da mini índia já foi há 1 mês (ui vergonha que só agora estou a partilhar isto…). Foi no dia de anos do pai, fomos buscar a índia cedo à escola e seguimos para a praia. Foi num dos primeiros dias de calor e sol.

Adorou a areia e não achou a água do mar fria quando lhe pusemos o pézinho. Engraçado como as duas irmãs são tão diferentes. A índia sempre foi muito friorenta e até no ano passado tinha frio na água do mar e da piscina. Na natação, em que a água está a 32 graus, eu tinha que lhe por uma licra porque ela saia roxa e a tremer da aula!!! Este ano finalmente está menos friorenta e até brincou nas poças de água. Ficámos incrédulos porque a água estava mesmo fria. A mais nova, que também tem bastante mais massa adiposa, não me parece friorenta e gostou de pôr o pé na água :) Vai ser uma companheira de mergulhos!

Uma foto decente das duas é mentira! Isto passa não?!

Venha o verão e os dias infindáveis de praia :)

Anos F na praia (pf)-3

Anos F na praia (pf)-2

Anos F na praia (pf)-6

Anos F na praia (pf)-5

Anos F na praia (pf)-4

Anos F na praia (pf)-7

Sexta-feira de carnaval

Nunca gostei muito do carnaval. Desde o ano passado que tudo mudou :)

O ano passado fiz um fato de índia para a minha índia, como não podia deixar de ser! Ficou linda e eu surpreendida por ter consigo fazer qualquer coisa (Obrigada querida Filipa pela ajuda preciosa!).

Carnaval 2016 em Cascais (pf)-2

Este ano (porque a querida Filipa me voltou a lembrar que o carnaval estava à porta) encontrei este fato de unicórnio e adorei! De manhã só consegui um unicórnio de chucha, mas foi para a escola feliz <3

Carnaval2017 (pf)-7

 

Aproveitei a mini índia em casa e mascarei-a com um fato de bruxa que aqui tinha. Não aguentei a felicidade dela, nem os refegos de fora e fizemos uma mini sessão! Ai que não vejo a hora de andar sempre com as pernas ao léu! Digam lá se não está de se comer?!

Carnaval2017 (pf)-3

Carnaval2017 (pf)-9

Carnaval2017 (pf)-14

Depois fui buscar o meu unicórnio à escola e aproveitámos o jardim para mais umas fotografias <3

Carnaval2017 (pf)-15

Carnaval2017 (pf)-16

Carnaval2017 (pf)-17

Este fim-de-semana vamos para o porto e ainda temos uma saia de princesa e um fato de dálmata para desfilar! Vai ser o delírio!!!